Análise SWOT: o que é e como usar?

análise swot

SWOT é uma sigla para os seguintes termos da língua inglesa: Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats, que significam, respectivamente, Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças.

A análise SWOT é um mecanismo de planejamento e gestão corporativa onde as empresas fazem um diagnóstico do negócio comparado a concorrentes, além de identificarem o cenário mercadológico e perspectivas para ele. Com isso, conseguem entender os fatores que podem favorecer ou prejudicar o negócio e se anteciparem para aproveitar oportunidades ou prevenirem crises.

Esta análise pode ser feita pelo gestor da empresa ou um profissional de marketing levando em conta dados de inteligência de mercado, além da experiência de profissionais especialistas em cada área da empresa. A participação de todos poderá ajudar na construção de uma visão mais realista e plural sobre desafios, necessidades e pontos positivos de cada setor. Já a visão do mercado a partir de informações de inteligência estratégica vai embasar uma linha lógica para a tomada de decisões.

 

Objetivos: para que serve a análise SWOT?

A análise SWOT pode ajudá-lo a:

  • Conhecer a realidade do mercado e do negócio;
  • Identificar vantagens e desvantagens da empresa comparada a concorrentes;
  • Antecipar influências externas e seus efeitos sobre o negócio;
  • Estabelecer ações de gestão por ordem de prioridade;
  • Fornecer maior segurança na tomada de decisões.

 

Questões que a análise SWOT ajuda a responder

Após a análise SWOT, será possível responder com maior facilidade as seguintes questões:

  • Quais ameaças externas podem colocar nosso negócio em risco? Nossas fraquezas podem nos prejudicar ante estas ameaças? Nossas forças podem nos ajudar a contornar esses problemas?
  • De que forma podemos crescer com as oportunidades do mercado? Nossas forças estão alinhadas a elas e podem nos ajudar a aproveitá-las? Nossas fraquezas podem impactar nosso crescimento?
  • De que maneira nossas fraquezas prejudicam nosso crescimento e como podemos superá-las com medidas de curto e longo prazo para que elas não prejudiquem nossa competitividade?
  • Como nossas forças podem nos ajudar a crescer ainda mais para abrirmos maior vantagem competitiva sobre nossos concorrentes?

 

Análise SWOT no ambiente interno e externo

swot

Exemplo de tabela para a análise SWOT

 

Ambiente interno: Forças e Fraquezas (SW: Strengths, Weaknesses)

Quais fatores são analisados? Forças, fraquezas e vantagens competitivas da empresa comparadas aos seus principais concorrentes.

Exemplos de forças de uma empresa: tempo de mercado, força de marca, atendimento, capacidade técnica, facilidade de adaptação à mudanças, clientes muito engajados, bons diferenciais competitivos, melhor preço, etc.

Exemplos de fraquezas de uma empresa: pouco tempo de experiência, marca pouco relevante, força de vendas limitada, clientes infiéis, preços não competitivos, mão-de-obra pouco capacitada, etc.

Ambiente externo: Oportunidades e Ameaças (OT: Opportunities, Threats)

Quais fatores são analisados? Oportunidades do mercado que podem ser aproveitadas e ameaças que podem prejudicar a empresa.

Exemplos de oportunidades de mercado: melhora na economia para o setor, aumento de demanda para os produtos vendidos, redução ou alteração de tributos, investimentos externos, ampliação de créditos ao consumidor e etc.

Exemplos de ameaças de mercado: entrada de novos concorrentes no setor, variações cambiais que dificultam a oferta de itens importados, obsolescência do produto, crises associadas às marcas vendidas e etc.

 

Combinando elementos internos e externos

Com total conhecimento de cada aspecto da análise SWOT é possível cruzar as informações para obter o máximo de resultados definindo estratégias assertivas para o negócio.

 

Combinação 1: Forças e Oportunidades

Estes elementos podem ajudar a cruzar todos os pontos fortes que a empresa possui e que podem ser utlizados para aproveitar as oportunidades que estão por vir. Exemplo: está previsto um aumento de demanda para meu produto e minha empresa é a marca mais forte no mercado. Posso explorar melhor a minha marca em campanhas publicitárias.


Combinação 2: Forças e Ameaças

Neste caso, será possível “blindar” algumas ameaças externas utilizando os principais pontos fortes da empresa, minimizando riscos e impactos para o negócio. Exemplo: há um novo concorrente no mercado, mas temos um atendimento diferenciado que fideliza os clientes. Podemos explorar essa vantagem a nosso favor.


Combinação 3: Fraquezas e Oportunidades

Aqui são definidas ações para minimizar efeitos negativos dos pontos fracos da empresa para que ela possa aproveitar as oportunidades do mercado. Exemplo: há uma alta demanda pelo produto, mas nossos preços não são competitivos. Podemos baixar nossa margem ou redefinir nossa estratégia para atingir um target que busca outros diferenciais além do preço.


Combinação 4: Fraquezas e Ameaças

A intenção neste caso é minimizar ou superar as fraquezas para poder enfrentar as ameaças que estão por vir. Exemplo: nossos produtos já possuem a margem mais alta da região e, com o aumento do dólar, eles ficarão ainda mais caros. Com isso, podemos tentar reduzir nossos custos de venda e margem ou integrar produtos similares nacionais ao nosso sortimento.

 

É claro que todos esses exemplos devem ser analisados conforme sua realidade, estratégia de posicionamento de negócio e de mercado e perfil de público-alvo. Mas, de qualquer forma, é possível utilizar a análise SWOT para aperfeiçoar sua estratégia, aproveitando oportunidades e sofrendo pouco impacto pelos riscos que o mercado sinalizou.

 

Quer saber mais?

Aqui na InfoPrice somos especialistas em pesquisa e inteligência de mercado, monitorando e trazendo análises de sua empresa e concorrentes. Confira outros textos que podem ajudá-lo a se destacar dos concorrentes:

5 Forças de Porter e Análise de Competitividade

Gestão de estoque a partir da Curva ABC

5 técnicas de vendas no varejo que fazem a diferença

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *