Por que a indústria de alimentos deve monitorar preços no varejo físico?

indústria de alimentos

A indústria de alimentos costuma lidar com uma dinâmica muito grande nos preços dos produtos.

A alta concorrência, custos com armazenamento, transporte, variações climáticas, de safras, curtos prazos de validade e a manutenção do interesse do consumidor são alguns desafios que a indústria deve lidar. Estes são fatores que tornam a margem de lucro muito volátil, demandando um bom acompanhamento do mercado para cobrir custos operacionais, e gerar uma boa margem e rendimento.

Do lado dos consumidores, há uma busca por variedade, itens saudáveis e a preços mais acessíveis no mercado de alimentos. Com isso, é essencial que a indústria consiga equilibrar essa necessidade do cliente em encontrar valores atraentes, mas que não coloquem a lucratividade do negócio em risco. E a melhor forma de fazer isso é conciliando as seguintes estratégias:

  • Conhecendo bem os custos do negócio – isso envolve olhar para dentro de casa, calculando os custos de fabricação de cada item vendido;
  • Trabalhando com margens que compensam eventuais perdas – não pode ser um valor aleatório, mas sim algo que faça sentido para cobrir custos, gerar lucro e manter o interesse do consumidor. Isso envolve conhecer bem o mercado para reajustar o preço a fim de obter mais vendas ou maior margem nos momentos propícios.

Para conciliar tais estratégias será necessário lidar com dados do próprio negócio, compará-los e ajustá-los a dados monitorados do mercado.

 

Como a indústria de alimentos se beneficia de monitorar preços no varejo?

 

Maior competitividade

Quando monitora preços no varejo, a indústria de alimentos consegue se tornar mais competitiva. Isso ocorre pois ela terá mais informações sobre o comportamento de preços de seus produtos no mercado e locais e momentos em que o item é vendido mais barato ou mais caro. Fabricantes podem conhecer mais de perto o desempenho de seus produtos, cenário do mercado e concorrentes. Com isso, podem antecipar ações e se destacar.

 

Melhor posicionamento

O acompanhamento das vendas no varejo físico também pode garantir que a indústria de alimentos consiga manter seu posicionamento mercadológico. Essa perceção pode ajudá-la a entender quando o varejo está trabalhando com margens menores ou muito superiores às recomendadas. Com isso, é possível tomar ações para equilibrar os preços de venda nos mercados ou modificar o direcionamento do negócio para outro perfil de público.

 

Ganho de margem

Talvez o ganho de margem seja o maior benefício que a indústria de alimentos consiga obter ao monitorar o varejo físico. Ao identificar que produtos concorrentes estão com preços mais altos, por exemplo, ela pode ajustar os próprios preços para lucrar um pouco mais.

 

Leia também:

Você sabe exatamente o que é extensão de linha de produtos?

Indústria, você já faz pesquisa de preços no varejo físico?

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *