O que é CPV – Custo do Produto Vendido?

cpv

O CPV (Custo do Produto Vendido) é um cálculo para mensurar as despesas diretamente associadas ao processo de produção e/ou distribuição do produto. Nesta conta entram fatores como compra de matéria prima e mão de obra – para quem fabrica – ou custos de aquisição – para quem compra – além de estoque e logística.

Calcular o CPV do negócio é essencial para estabelecer seu preço e também na hora de controlar sua receita e faturamento líquido. Esta métrica pode ajudar a identificar, entre outros, as razões pelas quais o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício) da empresa fechou negativo, mesmo em situações em que a empresa tenha apresentado crescimento e superado metas de venda.

O CPV deixa claro que o sucesso da empresa depende não apenas de quanto dinheiro está entrando no negócio, mas igual e fundamentalmente, de quanto está saindo também. E, mais do que isso, ele indica os ajustes que devem ser feitos para que a margem de lucro sempre supere os custos da operação.

 

Como ajustar meu preço e faturamento a partir do CPV?

O CPV é fundamental para o entendimento da margem mínima que seu negócio precisa trabalhar no preço de venda do produto. Portanto, se você entende que seus custos são de R$4,58 por produto, por exemplo, é fundamental que, sob nenhuma hipótese, você crie promoções que fiquem abaixo desse valor.

Mas, além disso, a lucratividade do negócio só irá ocorrer quando for acrescentada sua margem sobre a venda do item. Esta margem precisa atender suas necessidades mínimas para justificar o empenho na operação. Mas também, não deverá ser tão mais cara que as ofertas de concorrentes para o mesmo produto ou similares, pois isso poderia fazê-lo perder algumas vendas.

Neste caso, vamos imaginar a seguinte situação:

 

Custo do produto: R$4,58

Margem mínima: R$0,46 (10%)

Preço mínimo: R$4,58 + R$0,46 = R$5,04

Margem máxima: ilimitado, conforme o comportamento do mercado

Preço: ?

 

Para chegar ao preço de seu produto, é muito importante entender como seus concorrentes diretos (perfil semelhante de loja, público e região) precificam o mesmo item que você oferece. Isso ajudará na percepção sobre ser mais adequado trabalhar valores próximos às suas margens mínimas ou se é possível obter um faturamento adicional. A análise pode ser feita por meio de uma ferramenta de inteligência de varejo, como a InfoPrice, por exemplo.

 

Imagine que nesta análise, você encontre o seguinte cenário:

print - infoprice

Entre os 15 preços analisados de seus concorrentes, percebemos que todos oferecem o produto por um valor superior ao seu preço mínimo, de R$5,04. No mercado, o menor preço é R$5,55. Mas há lojistas que chegam a vender o item por R$6,49, sendo que a média do mercado é de R$6,18.

Para precificar seu produto, você deverá considerar seu posicionamento de mercado. Vamos supor que seu objetivo seja o de ter o menor preço do mercado em sua região, ou seja, será preciso superar o preço do lojista mais competitivo que pratica o preço de R$5,55. Mesmo assim, isso significa que você poderá ganhar bastante margem em relação ao valor mínimo (R$5,04) que chegou para seu produto. Você poderá vendê-lo por R$5,45, por exemplo, tendo o preço mais competitivo da região, mas garantindo uma receita adicional de R$0,41 na venda de cada produto.

 

Como você vê, o entendimento do CPV somado ao uso da inteligência de mercado, poderá ajudá-lo a definir preços mais estratégicos, que o ajudem a manter performance em vendas e margens relevantes para o negócio.

 

Leia também:

Como fazer para otimizar sua pesquisa de preço – na prática

Quais os impostos do varejo que influenciam seu preço?

Como identificar redução de preço pelo concorrente?

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *