O que é margem de lucro bruta, líquida e de contribuição?

margem de lucro bruta

Margem de lucro bruta, líquida e de contribuição são conceitos que podem ajudar uma empresa a entender melhor sua lucratividade em relação aos custos e quais itens são mais ou menos estratégicos para o negócio.

Com isso, é mais fácil ajustar as rédeas para que a operação não gere prejuízos e, pelo contrário, se mantenha sempre rentável, contribuindo para o crescimento do negócio e aumento do faturamento ano após ano.

A seguir explicamos o que é a margem de lucro bruta, líquida e de contribuição e como é possível calculá-las.

 

Margem de lucro bruta

Esse é um cálculo simples para identificar, em valores percentuais, qual o lucro bruto gerado por um negócio em comparação aos custos para colocá-lo na prateleira e vendê-lo.

Esse cálculo toma como base alguns dados da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) da empresa relacionadas ao lucro bruto e às vendas.

Exemplo: se o preço de venda de um produto é de R$100,00 e os custos com matéria prima e mão de obra para ofertá-lo são de R$40,00, a empresa tem um ganho de R$60,00. Esse valor representa 60% do valor total da oferta para o cliente e essa porcentagem é o que chamamos de margem de lucro bruta do negócio.

Margem Bruta = Lucro bruto/receita total x 100

 

Margem de lucro líquida

A margem de lucro líquida é uma forma de calcular o lucro real da empresa, considerando não apenas os custos mais básicos com matéria-prima e mão de obra, mas também valores de frete, gastos administrativos, impostos e todas as outras despesas do negócio.

Exemplo: se o preço de venda de um produto é de R$100,00 e os custos totais para ofertá-lo são de R$60,00, a empresa tem um ganho líquido de R$40,00. Esse valor representa 40% do valor total da oferta para o cliente e essa porcentagem é o que chamamos de margem de lucro líquida do negócio.

Margem Líquida = Lucro líquido/receita total x 100

Margem de contribuição

A Margem de Contribuição representa o quanto a verba arrecadada na venda de cada produto irá contribuir para que a empresa cubra todos os seus custos de estrutura e despesas fixas, e ainda gere lucro.

Em linhas gerais, a margem de contribuição faz uma dedução dos custos e despesas variáveis da venda, ou seja, aqueles que estão ligados diretamente à produção ou prestação de serviços. Com isso, pode indicar quanto sobra para que os custos e despesas fixos possam ser cobertos.

Quando o valor total das despesas fixas for menor que a margem de contribuição, isso indica que a empresa estará gerando lucro. Do contrário, é sinal que está tendo prejuízo.

Outro insight que as empresas costumam ter com esse cálculo é de quais itens irão manter em seu mix de produtos.

Embora muitas empresas optem por priorizar itens com boas margens de contribuição, algumas podem manter aqueles com contribuição baixa e até negativas, mas que são estratégicos para impulsionar a venda de outros produtos.

Margem de contribuição = Preço – Custos e despesas variáveis da venda

 

Estes cálculos poderão ajudá-lo a conhecer melhor a rentabilidade e lucratividade de seu negócio. Lembrando que, com essa percepção, você poderá tomar algumas ações práticas para otimizar sua margem de lucro, reduzindo custos do negócio, ou aumentando a lucratividade no preço de venda dos itens, algo que pode ser feito com o uso da inteligência de mercado e monitoramento de seus concorrentes.

 

Leia também:
Margem de Lucro: como aumentar seu ganho usando a tecnologia

5 dicas para otimizar sua margem de lucro e posicionamento

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *